27 de abr de 2008

Vida nova...

"Promessa é dívida"...
Prometi que atualizaria o blog e aqui estou. É domingo, é noite, mas "promessa é dívida"...
Disse também que tinha novidades. É sobre isso que vou tratar hoje.
Muitas pessoas sabem que iniciei na assessoria parlamentar na Câmara Municipal de Canoas há muito tempo. Comecei no gabinete do Jairo Jorge (PT) em 1989. Na época não tinha 18 anos e trabalhei lá informalmente. Com 18 anos assumi a assessoria formalmente em 1992. Naquele ano o Jairo optou por não concorrer à reeleição e foi conduzir sua carreira no jornalismo. Ele apoiou o Paulo Ritter em sua primeira candidatura que rendeu a ele a primeira suplência da bancada do PT.
Entre 1993 e 1996, enquanto o Paulo Ritter e o Vitor Labes foram trabalhar na assessoria do Rolim e na Prefeitura de Porto Alegre, eu inicialmente fiquei cuidando dos afazeres administrativos do PT e posteriormente tive o prazer de trabalhar com meus amigos Ronaldo Coelho e Gércio Carvalho, no Centaurus Contabilidade e na Personal Computadores e Suprimentos. Esse período na iniciativa privada possibilitou que eu me aprofundasse em uma atividade profissional que sou fascinado e que desenvolvo até hoje, que é a informática. Tenho uma pequena empresa de prestação de serviços, comércio de equipamentos e suprimentos de informática.
Em 1997, com a eleição do Paulo Ritter em 1996, aceitei o convite de assumir a assessoria novamente. Fui Assessor de Vereador, Assessor de Comissão Permanente, Chefe de Gabinete e também Chefe do Gabinete da Presidência. Em 2000 reelegemos o Paulo Ritter como o mais votado do PT. Em 2004, fruto da redução do número de parlamentares e de uma nova lógica política, o Paulo acabou não se reelegendo e o PT ficou com apenas dois vereadores entre os 15, o Emílio Neto e o Nelsinho Metalúrgico. Para a nova bancada, o PT - através do seu diretório - sugeriu o meu nome para assessoria de bancada. Então desde 2005 até 2008 eu assessorei a bancada do PT.
Muito embora seja domingo, um dia meio melancólico, o que facilita lembranças nostálgicas, tenho também boas lembranças desse período que lá estive.
Conheci muitas pessoas, fiz muitos amigos. Mas, também tive grandes decepções. Vou guardar recordações, tanto na esfera positiva, quanto na negativa. É da vida.
Cresci naquele espaço (e quando falo em espaço não trato só do lugar, mas também das circunstâncias, da política). Amadureci, não tinha como ser diferente.
Respeitei e fui respeitado por muitos, independente da questão partidária.
Enfim...
Mas o que eu queria dizer mesmo é que desde 12 de março passado não estou mais na assessoria da bancada do PT. Fiz um concurso há cerca de dois anos para a Prefeitura Municipal de Canoas e tomei posse no dia 12, ficando lotado no Hospital de Pronto Socorro de Canoas.
Está sendo interessante esta adaptação. Nunca trabalhei numa instituição de saúde. Além disso estava meio calejado da política e da assessoria.
Lá no HPS trabalho no apoio administrativo do laboratório. Fiz o concurso para Assistente Administrativo.
Enfim, vida nova. Talvez estivesse mesmo precisando ter uma nova perspectiva da política.
Também não poderia deixar de registrar, até por uma questão de justiça e agradecimento, a manifestação daqueles que trataram da minha saída da Câmara e da conquista pelo concurso. Apesar de ter pego alguns - exceto o Emílio e o Nelsinho - de surpresa, vários parlamentares de todos os partidos que compõem a Câmara manifestaram-se na minha última noite de trabalho: o Emílio (PT), que para minha surpresa fez um discurso pela primeira vez emocionado; o Jairinho (PTB), o Nedy (PMDB), o CICA (PDT) e o Patrício (PSDB). Rendeu inclusive uma matéria no Diário de Canoas (em outra oportunidade publico ela aqui na íntegra; com a publicação da matéria, a gente tem uma dimensão mais precisa de quanto o Diário tem alcance em Canoas.). Foi uma despedida honrosa. Se conseguir vou postar aqui parte do áudio da Sessão daquela noite.
No PT também, muitos foram aqueles que fizeram o registro e o reconhecimento pelo meu trabalho. Inclusive o Nelsinho, que segundo ele mesmo, não é de "firulas". Agradeço a todos pela confiança que me concederam na oportunidade em que me escolheram para a assessoria. Agradeço especialmente ao Emílio, que não deixou velado o meu trabalho na assessoria, dando os créditos sempre que fosse possível.
É claro que não agradamos a todos. Alguns não possuem essa opinião. Mas, não posso esperar nada de diferente daqueles que nunca tiveram respeito por mim ou pelo meu trabalho.
Por esses motivos, o foco do blog não vai ser mais o mesmo. Não estou mais na assessoria. Isso não quer dizer que não tenho mais consciência política ou que estou me afastando do PT, ou que estou me aproximando de outro partido (já ouvi diversas vezes comentários desse tipo). É que não estou mais no centro do debate político da cidade.
Vou daqui para frente usar o blog apenas para minhas outras idolatrias. Entre elas está a informática.
Espero continuar tendo a leitura de todos vocês.

23 de abr de 2008

Atualização

Prometo que esta semana, no máximo no final de semana, atualizo o blog.
Tenho novidades.
"Conversamos".