20 de ago de 2007

Lixo de Nova Santa Rita tem por destino o lixão de Canoas, no futuro poderá ocorrer o inverso

O secretário de Transportes e Serviços Públicos da prefeitura de Canoas (RS), Varner Martins Araújo sobre a Parceria Público Privada (PPP) para concessão do serviço público de limpeza urbana, disse “que a condição atual do aterro sanitário de Canoas tem sobrevida de no máximo, até o começo do ano de 2008”, e mais, “que a empresa vencedora da licitação [PPP] terá que apresentar para a prefeitura, um estudo se há a possibilidade de encontrar uma nova área próxima do local ou encontrar um novo destino do lixo”. É importante lembrar hoje ao secretário Varner Martins Araújo que isto que declarou tem que ficar bem explicitado no edital da PPP do lixo a ser publicada pela prefeitura de Canoas. No documento que se encontra no site da prefeitura, e que previa a sua abertura em 14/12/2006, não está dito. É oportuno noticiar ao secretário de Transportes e Serviços Públicos e ao prefeito Marcos Antonio Ronchetti (PSDB), que existe um convênio firmado entre os municípios de Canoas e Nova Santa Rita (RS) para a utilização do aterro sanitário canoense. Consta no documento em questão, na cláusula terceira, que os valores a serem repassados pelo Município de Nova Santa Rita ao Fundo Municipal de Meio Ambiente de Canoas, pela prestação dos serviços, será de R$ 33,44 por tonelada de resíduos depositados no aterro e R$ 51,00 por “entrada de caminhão”. Se um caminhão coletor tiver sua capacidade com uma tonelada a prefeitura de Nova Santa Rita está depositando no Fundo Municipal de Meio Ambiente de Canoas o valor de R$ 84,44. A Lei no. 794/06 de 04/08/2006 do município de Nova Santa Rita (RS) foi sancionada pelo prefeito Amilton da Silva Amorim (PDT). (Fonte www.mafiadolixo.com.br 16/03/07)

Nenhum comentário: